Pesquisadores descobrem droga promissora no tratamento do câncer de mama

Pesquisadores descobrem droga promissora no tratamento do câncer de mama
Colin Behrens/Pixabay
Compartilhe

Pesquisadores da Universidade de Illinois em Urbana-Champaign (EUA) descobriram uma droga com propriedades anticâncer poderosas sem efeitos colaterais chamada ErSO, e a aproveitaram para tratar o câncer de mama. Em um teste com camundongos, os cientistas conseguiram conter 95% a 100% das células cancerígenas.

“Mesmo quando algumas células do câncer de mama sobrevivem, permitindo que os tumores voltem a crescer ao longo de vários meses, os tumores que voltam a crescer permanecem completamente sensíveis ao tratamento com ErSO”, explicam os autores do estudo.

A atividade do ErSO depende de uma proteína chamada receptor de estrogênio, que está presente em uma alta porcentagem dos tumores de mama. Quando o ErSO se liga ao receptor de estrogênio, ele regula positivamente uma via celular que prepara as células cancerosas para um crescimento rápido e as protege do estresse. Essa via, chamada de resposta antecipada à proteína não desdobrada, estimula a produção de proteínas que protegem a célula de danos.

Os cientistas explicam que como cerca de 75% dos cânceres de mama são positivos para receptor de estrogênio, o ErSO tem potencial contra a forma mais comum do tumor. Outros estudos em ratos mostraram que a exposição à droga não teve efeito sobre o sistema reprodutor. E o composto foi bem tolerado em camundongos, ratos e cães que receberam doses muito maiores do que as necessárias para a eficácia terapêutica.

Fonte: Canaltech

CATEGORIAS