Ex-policial que matou George Floyd é condenado a 22 anos e meio de prisão

Ex-policial que matou George Floyd é condenado a 22 anos e meio de prisão
Compartilhe

O ex-policial branco Derek Chauvin foi condenado hoje a 270 meses (22 anos e meio) de prisão pelo assassinato do norte-americano negro George Floyd, em maio de 2020. Floyd morreu após Chauvin pressionar seu pescoço com o joelho até que parasse de respirar, e o caso gerou uma onda de protestos contra o genocídio negro nos Estados Unidos e no mundo.

“A sentença não se baseia na emoção ou na simpatia”, disse o juiz Peter Cahill, ao proferir a sentença em um tribunal na cidade de Minneapolis, em Minnesota. Ele acrescentou, em um breve discurso, que tampouco se baseava “na opinião pública”, mas na lei e nos fatos específicos do caso.

Sei da tristeza e da dor profunda que todas as famílias estão sentindo, especialmente a de Floyd. Vocês têm toda a nossa solidariedade. É doloroso para todo o condado, o estado de Minnesota e até o país, mas é muito importante reconhecer a dor da família de George Floyd.

Fonte: UOL

CATEGORIAS
TAGS