VÍDEO: Bandeirinha é flagrado com facão em briga durante jogo no Brasil; veja

VÍDEO: Bandeirinha é flagrado com facão em briga durante jogo no Brasil; veja
Compartilhe


No vídeo filmado por um torcedor durante a partida entre os times Israel Futebol Clube e Figueira, o bandeira aparece por um bom tempo segurando um facão enquanto algumas pessoas tentam contê-lo.

Segundo apurou o UOL Esporte, um jogador do Israel Futebol Clube acabou atingido na mão pelo facão quando tentou se defender de um ataque em seu rosto. Antes disso, o mesmo assistente já havia desferido um golpe com a bandeirinha.

Tudo começou depois de um lance polêmico em que o assistente, curiosamente, invalidou um gol do Figueira. O árbitro, porém, chamou a responsabilidade e deu o gol. No fim do primeiro tempo, os jogadores do Israel foram cobrar o juiz, e assim a confusão começou.

De acordo com o Boletim de Ocorrência registrado na delegacia e obtido pela reportagem, há relatos de representantes da organização do campeonato de que o assistente não estava com um facão em mãos. As imagens, porém, comprovam o contrário.

O BO informa ainda que o bandeirinha chegou a comparecer à delegacia, mas acabou transferido para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) depois de reclamar de dores. Durante a confusão, ele foi atingido por jogadores e membros da comissão do Israel, mas os ferimentos foram leves.

“Ele saiu esfaqueando todo mundo”, diz presidente de clube

De acordo com Lucas Silva, presidente do Israel, o assistente transferiu o objeto cortante para outras pessoas assim que percebeu a chegada da Guarda Municipal, que foi acionada pelo Israel Futebol Clube.

“Ele saiu querendo esfaquear todo mundo, e todo mundo saiu correndo”, disse ao UOL Esporte. “A gente acionou a Polícia e, em cinco minutos, chegou viatura da Guarda Municipal e da PM. Ele [bandeira] conseguiu passar a faca para alguém e, quando foram revistar na saída do campo, não acharam”, acrescentou.

“Os organizadores [do campeonato] estavam do lado do bandeira e, na hora do depoimento, negaram qualquer tipo de faca, mas os vídeos mostraram. Eles não quiseram nem conversa e eliminaram a nossa equipe”, lamentou Lucas. “A gente vai atrás de justiça. Nosso jogador foi machucado, e para um cara sair da casa dele com uma faca, já foi de caso pensado. Ele tentou esfaquear muita gente ali”, complementou.

Ainda segundo o presidente do Israel, o bandeirinha chegou a cair após algumas agressões e só foi retirado da briga depois que sua mulher entrou em campo para intervir.

O que dizem as autoridades

Também procurada pelo UOL Esporte, a Prefeitura informou que trata-se de um evento organizado por terceiros e que avaliará, do ponto de vista jurídico, como notificar o clube responsável pelo campeonato.

“De acordo com a Secretaria de Segurança Pública e Cidadania, o evento esportivo está ocorrendo por conta do próprio clube (Grêmio Recreativo Unidos do Jardim Pinheiros)”, diz trecho da nota enviada à imprensa.

“Referente ao incidente relatado, a Guarda Civil Municipal foi solicitada e enviou uma equipe para o local, e quando chegou a situação já estava controlada e não foi localizada nenhuma arma com os presentes e ninguém foi detido”, complementa.

Fonte: UOL

CATEGORIAS