Time brasileiro dispensa 12 jogadores por suspeita de venda de jogos

Time brasileiro dispensa 12 jogadores por suspeita de venda de jogos
Compartilhe

A goleada sofrida para o São Raimundo-AM, por 5 a 1, no último sábado, causou uma profunda reformulação no elenco do Náutico-RR para a sequência da Série D do Brasileiro.

Indignado com o comportamento em campo, o gerente de futebol Marcelo Pereira anunciou que 12 jogadores tiveram seus contratos rescindidos. A suspeita é de que eles participaram de manipulações de resultados.

“A gente já tirou alguns atletas por desconfiança. Neste jogo foi nítido isso e não tem o que esconder. (…) A gente batalha para colocar um time em campo e vê uma sacanagem dessas, de alguns jogadores, fazendo manipulação de jogo, venda de jogo. Nós temos que nos unir e denunciar todos esses atletas. A gente vai tomar uma iniciativa”, prometeu o dirigente em entrevista ao SPORTS MANAUS.

O Náutico-RR volta a campo no próximo sábado, quando recebe o Trem-AP, no Estádio Canarinho, pela sétima rodada da Série D. O dirigente prometeu que até lá novos jogadores vão chegar ao clube.

“A gente já fez contato e estamos trazendo 12 jogadores que a gente conhece. Puxamos as fichas desses atletas porque hoje em dia está difícil confiar, por causa das vendas de jogos. A gente vai colocar um novo Náutico frente ao Trem”, afirmou Marcelo Pereira.

Ainda sem vencer, o Náutico-RR é o lanterna do Grupo A1 da Série D, com dois pontos em seis jogos.

Fonte: Futebol Interior

CATEGORIAS