Polícia conclui inquérito e indicia jogador de clube da Série A por suposta injúria racial

Polícia conclui inquérito e indicia jogador de clube da Série A por suposta injúria racial
Foto: Silvio Avila/Getty Images
Compartilhe

O delegado Roberto Sahagoff, titular da 2ª Delegacia de Polícia Civil de Porto Alegre, indiciou o lateral Rafael Ramos, do Corinthians, por injúria racial contra o volante Edenilson, do Inter. O inquérito foi enviado nesta segunda-feira ao Ministério Público, que vai decidir se dará seguimento na Justiça.

– O caso foi concluído por mim e encaminhado ao Ministério Público. O promotor definirá se ingressa com ação, arquiva ou pede alguma diligência – disse o Sahagoff ao ge.

Ainda na semana passada, o delegado disse que pediria o indiciamento de Rafael Ramos por considerar que havia indícios do crime de injúria racial, mesmo após o laudo do Instituto-Geral de Perícias (IGP) do Rio Grande do Sul concluir que não era possível identificar o que foi dito pelo jogador após analisar imagens da partida.

Em resposta, o advogado Daniel Bialski, contratado pelo Corinthians para fazer a defesa de Rafael Ramos, declarou que tomaria “medidas jurídicas” contra o que chamou de “arbitrariedade” da polícia –a maneira com a qual o lateral foi detido no Beira-Rio também entra nesse posicionamento.

– Acaso o delegado pretenda, contra a prova pericial taxativa, indiciar o Rafael, iremos tomar as devidas providências jurídicas, seja para evitar isso, seja para apurar o abuso de autoridade praticado. Não se tolerará novamente arbitrariedade – declarou Bialski.

Fonte: ge

CATEGORIAS