Conversamos com o surfista potiguar Ítalo Ferreira sobre os preparativos para as Olimpíadas; confira a entrevista

Conversamos com o surfista potiguar Ítalo Ferreira sobre os preparativos para as Olimpíadas; confira a entrevista
Marcelo Maragni / Red Bull Content Pool
Compartilhe

Em concentração total para a disputa das Olimpíadas de Tóquio que começa em 23 de julho – a competição de surfe começa em 25 de julho – o surfista potiguar Ítalo Ferreira tirou um tempinho para responder umas perguntas do Potiguara Online sobre a disputa no Japão.

Em Tóquio, o surfe fará parte dos esportes olímpicos pela primeira vez, algo que deixa o atleta de Baía Formosa com um misto de sentimentos. “Não teria como não ter expectativa, que até gera um misto de ansiedade e felicidade, sabe? Eu vou dar o meu melhor pra trazer a medalha pro nosso país, estou treinando, me preparando pra isso, vou lá fazer o que eu amo, me divertir e ir atrás da vitória”, afirmou.

Shidashita, ou Tsurigasaki Beach, é o nome da praia do surfe onde serão disputadas as baterias dos Jogos Olímpicos. Ela fica a cerca de 60 quilômetros de Tóquio, na província de Chiba. Ítalo diz que nunca surfou no local, mas afirmou que vem treinando forte e que já identificou qual o principal adversário nos Jogos. “Minha mente”.

Sobre a importância de uma medalha de ouro nos Jogos Olímpicos em comparação com o Mundial de Surfe, o potiguar disse que são dois momentos distintos. “São conquistas diferentes, e ambas são importantes. São sonhos que quero realizar, continuar sendo campeão mundial e medalhista olímpico”.

Com as competições acontecendo de madrugada no Brasil, Ítalo Ferreira mandou um recado para os potiguares. “Manda a vibe, galera. E obrigado pela torcida e pelo carinho”.

A competição terá 20 surfistas no masculino e 20 no feminino. Inicialmente, serão baterias com quatro atletas, com dois de cada bateria se classificando diretamente para a terceira rodada. Os derrotados farão baterias de repescagem com cinco competidores, dos quais dois seguem para a terceira rodada e três dão adeus à competição. A partir daí, duelos de dois surfistas até a final.

Cabeça de chave número 1 da competição, o surfista de Baía Formosa vai enfrentar o italiano Leonardo Fioravanti, atual 17º no circuito da World Surf League. Além dele, o potiguar vai encarar o local Hiroto Ohhara (JAP) e o argentino Leandro Usuna.

CATEGORIAS
TAGS