Comitê da Fifa diz que Brasil e Argentina mancharam a reputação do futebol

Comitê da Fifa diz que Brasil e Argentina mancharam a reputação do futebol
Compartilhe

Na decisão em que condenou CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e AFA (Associação de Futebol da Argentina) ao pagamento de multas e a remarcação do jogo pelas Eliminatórias, suspenso em 5 de setembro de 2021, o Comitê Disciplinar da Fifa disse que as duas associações, “por meio de suas respectivas condutas, que acabou causando o abandono da partida, mancharam a reputação da Fifa e do futebol”.

A íntegra do documento, de 9 de fevereiro, trata o ocorrido, quando oficiais da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) entraram no gramado da Neo Química Arena, em São Paulo, para notificar quatro jogadores da Argentina que não cumpriram os protocolos sanitários das pandemia para entrar no Brasil, como cenas “caóticas e infelizes”.

Além de remarcar a partida, que deverá ocorrer em 22 de setembro e ainda sem local definido, o Comitê entendeu que a CBF não cumpriu seu papel de organizar a partida, como mandante, com segurança e multou a confederação em 500 mil francos suíços (R$ 2,5 milhões). A AFA, segundo o Comitê, descumpriu protocolos sanitários e foi multada em 200 mil francos suíços (R$ 1 milhão). Ambos receberam outra multa, de 50 mil francos suíços (R$ 250 mil) cada, pelo abandono do jogo. Os jogadores argentinos Lo Celso, Buendía, Martinez e Romero foram suspensos por duas partidas.

CBF e AFA recorreram e o Comitê de Apelação da Fifa diminuiu, em maio, o valor das multas maiores para 250 mil francos suíços (R$ 1,25 milhão) para os brasileiros e 100 mil francos suíços (R$ 500 mil) para os argentinos. A remarcação do jogo e as multas menores foram mantidas. As duas entidades podem recorrer à terceira e última instância, o Tribunal Arbitral do Esporte, que como a Fifa fica na Suíça.

Fonte: UOL

CATEGORIAS