spot_img
terça-feira , 27 fevereiro 2024
WhatsApp: (84) 99902-9014
Página Inicial Destaques Diretor da ALRN exonerado por acusação de assédio sexual tentou difamar reputação da vítima após recusa, diz denúncia
Destaques

Diretor da ALRN exonerado por acusação de assédio sexual tentou difamar reputação da vítima após recusa, diz denúncia

O Diretor da Escola da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, o professor João Maria de Lima, foi exonerado nessa segunda (17) após denúncia de assédio moral, assédio sexual e importunação sexual contra a assessora de comunicação do órgão, Sayonara Alves, a quem ele liderava.

O Ministério Público Estadual, a partir da 57ª. Promotoria de Justiça da Comarca de Natal, requisitou a instauração de inquérito policial para investigação do caso.

Em denúncia ao Ministério Público, a jornalista relatou diversos episódios em que o denunciado prevalecendo-se de sua condição de superior hierárquico tentou obter vantagens de cunho sexual, chegando a praticar de forma não consensual atos libidinosos.

Segundo a jornalista, as incisivas de cunho sexual iniciaram em setembro de 2022, sendo realizadas pessoalmente, no ambiente profissional, e a partir de mensagens no WhatsApp, meio usado por ela também para o trabalho.

As condutas assediadoras eram realizadas com falas, mensagens e também de forma não verbal, com contato físico não autorizado, como cheiros no pescoço e tentativas forçadas de beijo. 

A servidora, relatou ainda que, em maio de 2023, ao perceber que ela não cederia às suas investidas, o professor João Maria, passou a difamar a sua reputação profissional perante os seus colegas de trabalho, outros diretores e o Presidente da Assembleia Legislativa, adotando condutas configuradoras como assédio moral. 

Nesse período ela foi alocada em outro setor da Escola da Assembleia, lhe sendo retiradas funções pelas quais tinha apreço. João Maria passou a citar-lhe em reuniões com outros servidores como exemplo de má conduta profissional.

O pedido de abertura de inquérito policial formalizado pelo Ministério Público solicita o depoimento de seis testemunhas, além do acusado.

Em nota pública a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte informou a exoneração de João Maria de Lima.

“Nota sobre denúncia do MP 

17.07.2023 

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte comunica que diante da denúncia de assédio resolveu exonerar o diretor da Escola da Assembleia. 

O Poder Legislativo afirma que repudia assédios de quaisquer natureza, ao mesmo tempo em que acompanha com atenção o encaminhamento dos fatos que estão sendo apurados. 

Palácio José Augusto

Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte”.

O professor João Maria de Lima, licenciado e mestre em Letras, era Diretor da Escola da Assembleia desde abril de 2019, tendo recebido convite para assumir o cargo do presidente da Casa, deputado Ezequiel Ferreira. Anteriormente foi diretor-presidente da Fundação de Apoio à Pesquisa do Rio Grande do Norte (FAPERN).

Em apoio a vítima, o Sindicato dos Jornalistas do Rio Grande do Norte (SindiJoRN) e a Federação Nacional dos Jornalistas também emitiu nota:

“O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Norte (SINDJORN) e a Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) se solidarizam à jornalista Sayonara Alves, colocando toda a estrutura à disposição da Profissional de Comunicação, e ao mesmo tempo pedem rigor e agilidade ao Ministério Público do Estado e a Polícia Civil na apuração das denúncias de assédio sexual, importunação sexual e assédio moral causadas pelo ex-Diretor da Escola da Assembléia Legislativa do Estado, João Maria de Lima.

Na contramão da política social realizada pela própria Instituição Legislativa em combater esse tipo de violência, o ex-diretor da Escola da Assembleia coloca por terra todos os esforços em diminuir os crescentes índices de ataques, feminicídios e barbárie que atingem as mulheres.

Nunca coube, nem caberá, qualquer tipo de atitude como essa em nossa sociedade, que deve ser repudiada por todos nós e punida exemplarmente com os rigores da Lei.

A Assembleia Legislativa toma uma atitude correta em exonerar João Maria Lima, mas é preciso que a Comissão de Mulheres da própria instituição acompanhe de perto todo o andamento das investigações junto ao Ministério Público e Polícia Civil.

O SINDJORN e FENAJ também acompanharão de perto as investigações dos órgãos públicos e fazem o chamamento à Ordem dos Advogados do Brasil, na Comissão da Mulher Advogada, para juntarmos forças no combate a qualquer tipo de violência, principalmente contra as mulheres.

SINDJORN

FENAJ”.

Acusado nega denuncias e cita Justiça de Deus em nota à imprensa

“NOTA DO PROFESSOR JOÃO MARIA DE LIMA.

 É com perplexidade que recebi as acusações imputadas à minha pessoa, veiculadas em blogs na data de hoje. Sou acometido de inverdades e injúrias construídas a partir de narrativas falaciosas e que não refletem a verdade.

 A tentativa de fazer ilações atenta contra a conduta de uma pessoa de bem.

 Minha vida é pautada na dedicação à minha família e à educação, carreira que abracei desde cedo e que consegui desbravar e empreender em todos os projetos a que me propus a fazer. 

Sou um homem de fé, acredito na justiça de Deus, dos homens e na consciência tranquila de quem sempre pauta sua vida no fazer o bem e levar à educação como doação. 

Sou o maior interessado na apuração rigorosa dos fatos, e, portanto, já solicitei exoneração do cargo público que exerço em respeito ao compromisso público que sempre mantive.

 Farei a minha defesa alicerçado sempre na verdade, e toda manifestação oficial será oportunamente esclarecida dentro dos autos e perante as autoridades, tendo em vista, que ainda não me foi franqueado o inteiro teor das acusações, já solicitadas por meio da minha defesa técnica.

 É a nota. 

Natal/RN, 17 de julho de 2023

João Maria de Lima — Professor 

Paulo Augusto Pinheiro 

OAB/RN 9790”.

Fonte: Agência Saiba Mais

Artigos Relacionaos

CPM 22 faz show em Natal neste domingo (28)

Após 9 anos de espera – a última vez em Natal foi...

Potiguar é destaque na Revista Forbes

A neurocientista potiguar Maria Eduarda Franklin é um dos destaques da revista...

Artista do RN ilustra 1ª loja exclusiva de produtos Marvel no Brasil

O artista plástico do RN Eduardo Cattaneo, que também é advogado, levou...

Potiguar de 22 anos tem lesão na retina após olhar para o eclipse solar sem proteção

Mesmo após uma série de recomendações de especialistas sobre os cuidados necessários...