Natal aprova Dia Marielle Franco de enfrentamento à violência política contra mulheres negras

Natal aprova Dia Marielle Franco de enfrentamento à violência política contra mulheres negras
Compartilhe

O plenário da Câmara Municipal de Natal aprovou na quarta-feira (4) um projeto de lei que inclui no calendário oficial do município o Dia Marielle Franco de enfrentamento à violência política contra mulheres negras, LGBTQIA+ e periféricas, a ser comemorado a cada 14 de março, data em que a vereadora carioca foi assassinada em 2018.

A iniciativa, que segue ainda para sanção, é da vereadora Divaneide Basílio (PT) e prevê nessa data “as autoridades municipais facilitarão a realização de divulgações, seminários e palestras nas escolas, universidades, praças, teatros e equipamentos do município em alusão ao assassinato da vereadora carioca que se tornou símbolo da luta contra violência política na cidade”.

A justificativa da matéria lembra que, historicamente, o racismo se reflete nos índices de desigualdade social, de gênero, violência armada e policial e, também, na ausência de acesso dessa população aos espaços de tomada de decisões.

Destaca também que, com mais de 85 mil candidatas negras disputando vagas nas Câmaras e Prefeituras, as eleições de 2020 foram marcadas pela violência política.

A ideia é também promover a memória de Marielle, ícone da defesa de direitos humanos; mulher, negra, lésbica, mãe e filha da periferia do Rio de Janeiro. No estado de origem da militante do PSOL, o Dia Marielle Franco foi instituído ainda em 2018, pela luta contra o genocídio da mulher negra. Desde então, iniciativas semelhantes são replicadas por estados e municípios de todo o país.

Fonte: Agência Saiba Mais

CATEGORIAS