Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte se apresenta no anfiteatro do Papódromo

Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte se apresenta no anfiteatro do Papódromo
Compartilhe

O mês de setembro inspira recomeços para os potiguares apreciadores da música de concerto. Após mais de um ano com apresentações virtuais, a Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte – OSRN, através do projeto Movimento Sinfônico, retorna aos palcos no dia 26 de setembro, às 17h, sob a regência do maestro Linus Lerner, no anfiteatro do Espaço Cultural João Paulo II- Papódromo, com realização da Fundação José Augusto-FJA. Este será o primeiro evento após a reforma do local, que possui palco, camarim, salas de ensaio, camarote, arquibancadas, banheiros e estacionamento.

A retomada acontece no estilo Soft Opening, ou seja, de maneira controlada e restrita, para garantir a devida segurança requerida pela situação atual. O evento segue as normas de biossegurança, e tem entrada gratuita mediante cadastro pelo Sympla, a partir das 9h do dia 23 (quinta-feira). Os ingressos são limitados (300 unidades). 

“Após o mais crítico período da pandemia, a nossa querida Orquestra reencontra presencialmente o grande público através de um concerto especial, que entrega o histórico Papódromo para a sociedade potiguar, mais um espaço resgatado pelo Governo do Estado para abrigar as produções artístico-culturais do RN”, declara o diretor geral da FJA, Crispiniano Neto.

“A vida pulsa ao vivo. Retomar o encontro com o público é reintegrar a missão mais importante da OSRN: levar a música de concerto ao vivo e, presencialmente, para a população do RN”, expressa Tatiane Fernandes, diretora de produção da Orquestra. E, sem dúvida, um momento de expectativas também para o maestro: “Foi um ano e meio de grandes projetos online, pioneirismo de nossa parte no Brasil e, até mesmo, no mundo. Estou muito contente de poder estar de volta e em um novo espaço cultural, com novo palco”, comemora Linus.

No repertório, grandes obras orquestrais. “Escolhemos músicas que mostrem o poder da orquestra tocando de forma presencial novamente, algo que não fazíamos desde o início da pandemia, devido a impossibilidade de nos reunirmos. E também que nos trazem alguma mensagem, a exemplo da música de abertura “La Forza del Destino”, de Giuseppe Verdi. Se alinharmos ao momento atual, remete a reflexão do destino que nos leva às coisas que não controlamos, como a pandemia. E, além disso, pela comemoração dos 180 anos de nascimento de Antonín Dvorák, com a “Sinfonia do Novo Mundo”, representando, aqui, um ‘novo mundo’ que esperamos pós-pandemia”, revela Linus Lerner e acrescenta “podem aguardar música brasileira também”.

Além dessas, estão na programação George Bizet, com a ópera Carmem Suite 1 & 2 (1875); Jules Massenet, em Meditação de Thais (1894), a ser executada pelo solista da OSRN, André Kolodiuk; Batuque (1891), de Alberto Nepomuceno, considerado o pai do nacionalismo na música erudita brasileira e um dos primeiros a empregar elementos do nosso folclore em suas composições; West Side Story Selections (1957), de Leonard Bernstein, inspirada na obra de Romeu e Julieta; Dança Eslava (1878), de Antonín Dvorák e, uma das maiores músicas brasileiras, a bossa nova Garota de Ipanema (1962), composta por Antônio Carlos Jobim e letrada por Vinícius de Moraes.

A Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte tem o Governo do Estado do RN como seu principal mantenedor. A temporada 2021 é realizada através do projeto Movimento Sinfônico por meio do patrocínio via incentivo fiscal da Neoenergia Cosern e Instituto Neoenergia, mediante Lei Câmara Cascudo do Governo do Estado do RN, da Unimed Natal, Hospital do Coração e Prefeitura do Natal, por meio da Lei Djalma Maranhão; Apoio G7 Comunicação. O projeto Movimento Sinfônico é uma realização da OSRN / Fundação José Augusto e da MAPA Realizações Culturais.

Serviço:

Movimento Sinfônico 2021 – Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte

RETOMADA

Quando: 26 de setembro (domingo)

Onde: Papódromo (no dia do evento, o acesso ao local será pelo portão principal do Centro Administrativo, na BR-101)

Horário: 17h

Ingressos: O público pode reservar ingresso gratuito através do Sympla, a partir das 9h de quinta-feira (23). Será permitido um por CPF.

No dia do concerto, a entrada só será permitida mediante apresentação do voucher e comprovante de vacinação. É obrigatório o uso de máscara no local e aconselhável levar o seu próprio álcool em gel.

CATEGORIAS