Secretário de Saúde de Natal diz ser prematuro falar em superfaturamento na compra de respiradores na pandemia

Secretário de Saúde de Natal diz ser prematuro falar em superfaturamento na compra de respiradores na pandemia
Compartilhe

O secretário de Saúde de Natal, George Antunes, falou com a imprensa nesta quinta-feira (1º), após a operação da Polícia Federal, em conjunto com a Controladoria Geral da União e o MPF/RN, destinada a apurar a possível prática dos crimes de dispensa indevida de licitação e peculato na aquisição de respiradores usados pela Secretaria Municipal de Saúde de Natal/RN

“Todos são testemunhas que quando se iniciou a pandemia, existiam preços dos mais variados possíveis. Se falar em superfaturamento é muito prematuro, porque você não tem como comparar preços. Ainda hoje, você compra medicamentos de R$ 20, R$ 300, R$ 150, o mesmo medicamento. Primeiro você tem que encontrar no mercado e depois negociar”, afirmou.

Quanto à possibilidade de serem equipamentos sem condições de uso, declarou: “Isso vai ter que ser atestado. Pelo que sei, não. Tenho que conversar com as pessoas que realizaram a compra, que receberam esses equipamentos e colocaram em uso. Eu acho muito pouco provável que nossa equipe tenha recebido um equipamento sem condições de uso”.

CATEGORIAS
TAGS