Conheça o estudante de medicina potiguar que virou sucesso nas redes sociais falando sobre saúde

Conheça o estudante de medicina potiguar que virou sucesso nas redes sociais falando sobre saúde
Compartilhe

Quando nós falamos que existe um potiguar brilhando em muitos lugares que não imaginamos, muitos podem achar que é exagero, mas não é.

Um exemplo disso é o personagem dessa matéria. Estávamos vendo uma lista com os 10 maiores ‘tiktokers’ do Brasil divulgada pelo site Metrópoles. Como a lista não falava sobre de onde cada tiktoker era, quase que deixávamos a oportunidade de mostrar mais um potiguar de sucesso passar.

Felizmente, uma seguidora do Potiguara Online nos enviou a mesma matéria e nos avisou que o primeiro colocado do ranking, Niwandson Barbosa, é um estudante de medicina do Rio Grande do Norte.

Natural de Natal, Niwandson tem 25 anos e cursa o 5º ano de Medicina na Universidade Potiguar (UnP), com bolsa de 100% pelo ProUni. “Se Deus quiser e permitir, um futuro cirurgião plástico”, conta.

Tímido, como ele mesmo confessa, em fevereiro deste ano resolveu fazer o primeiro vídeo no TikTok falando sobre saúde apenas para se distrair. “Até hoje não sei como publiquei o primeiro vídeo, mas que bom que fiz isso! Então, eu tinha três barreiras para vencer: 1) timidez; 2) como eu passaria as informações nos vídeos sem parecer chato ou uma aula de escola, numa plataforma onde a maioria dança; 3) o medo de ser ridicularizado. Foi uma tarefa árdua, mas com muito esforço e dedicação, comecei a me abrir mais, perder a timidez e encontrei uma forma simples e rápida de atingir o máximo de pessoas possíveis: falar sobre assuntos do dia a dia, situações que todos ou a maioria passa, como coceira após o banho, orelha vermelha e quente, em qual posição o bebê deve dormir, quando ir ao ginecologista pela primeira vez”.

@niwandson

##vivamlbb

♬ som original – niwandson

Além de encarar os medos, Niwandson também teve que passar pela negatividade de quem o desmotivou. “Sempre fui muito desmotivado a continuar produzindo conteúdo, pois não era essa a imagem que um médico deveria passar para os pacientes, falaram-me”.

A compensação veio pouco tempo depois. Hoje o estudante tem 2,2 milhões de seguidores no TikTok e 850 mil no Kwai. Segundo o levantamento do Metrópoles, o potiguar teve uma média de 24,16 milhões de visualizações por vídeo nos últimos 60 dias, o que o deixa no primeiro lugar no Brasil.

“Hoje em dia, meu conteúdo abrange as inúmeras especializadas da Medicina, com dicas de saúde, situações médicas do dia a dia e mostro o que muitos têm curiosidade: como é feito tal procedimento, tal cirurgia. Futuramente, pretendo afunilar meu conteúdo e focar apenas em uma especialidade: a cirurgia plástica”, afirmou.

Niwandson espera que o sucesso que tem feito com os vídeos traga algo positivo para quem assiste. “Que eles (vídeos) sirvam de incentivo para que procurem um médico, que não se mediquem por conta própria, que não esperem algo se “curar” sozinho, que não se autodiagnostiquem pelo Google ou pelos meus vídeos, pois a ferramenta mais importante do médico é a prevenção”.

CATEGORIAS