VÍDEO: deputado defende ‘paredão’ de fuzilamento para professora

VÍDEO: deputado defende ‘paredão’ de fuzilamento para professora
Compartilhe

O deputado federal Delegado Éder Mauro (PL-PA), líder da Bancada da Bala na região Norte, defendeu um “paredão” de fuzilamento para uma professora que utilizou uma imagem de Jesus Cristo crucificado acompanhada da frase “Bandido bom é bandido morto” em uma prova escolar. A afirmação do parlamentar (veja o vídeo abaixo) foi feita durante discurso na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados na quarta-feira (1º).

“A pior de todas as coisas aconteceu nesta semana, que foi a intolerância religiosa denunciada por um ator, Mário Gomes, onde uma jumenta, empoderada, comunista, que, simplesmente, envergonha a classe de professores, quer comparar Jesus Cristo com bandido. Isso é uma vergonha para os professores. Eu quero dizer para o meu Brasil, para o povo brasileiro, que esta cidadã – se assim se pode chamar, senhor presidente – nunca deveria comparar”, protestou o parlamentar.

O deputado disse que a deputada deveria ter sido “colocada num tribunal, num paredão, para que não levasse o seu entendimento para a nossa juventude”. No vídeo que publicou nas próprias redes sociais, o parlamentar retirou a expressão “num paredão”. A transmissão completa da reunião, no entanto, está disponível no canal oficial da Câmara dos Deputados no YouTube. Confira:

O deputado federal Delegado Éder Mauro (PL-PA), líder da ‘Bancada da Bala’ na Região Norte, defendeu um “paredão” de fuzilamento para uma professora que utilizou uma de imagem de Jesus Cristo crucificado acompanhada da frase “Bandido bom é bandido morto” em uma prova escolar. A afirmação do parlamentar foi feita durante discurso na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados na quarta-feira (1º).

Fonte: r7

CATEGORIAS